DestaqueSuplementosTreinamento

Fadiga Muscular e Agora?

A fadiga é um processo comum que ocorre em atletas de alto nível e até atletas de finais de semana. Apesar de ter várias causas relacionadas, uma das mais importantes refere-se à nutrição do indivíduo. Primeiramente, uma nutrição adequada é fundamental para garantir um suprimento de nutrientes na dieta não só para fornecer a energia necessária, preferencialmente como carboidratos e gorduras, mas também para garantir um metabolismo eficiente do organismo. Em exercícios de alta intensidade e curta duração de 5 a 10 segundos (musculação, por exemplo), o esgotamento da creatina fosfato nas fibras brancas pode estar relacionado à incapacidade de manter esse tipo de exercício. Neste caso, suplementos e alimentos a base de creatina (carne vermelha e creatina monohidratada) auxiliariam no retardo da fadiga e manutenção do exercício por mais alguns segundos.

Exercícios de alta intensidade com duração de aproximadamente 1-2 minutos (atletas de 400 e 800 metros, por exemplo) a fadiga deve-se há uma diminuição no fornecimento de glicogênio nas fibras vermelhas e acúmulo de íons hidrogênio como conseqüência da produção aumentada de ácido lático. Suplementos e alimentos ricos em carboidratos (maltodextrina, batata doce, mandioca, macarrão, arroz entre outros) são excelentes opções para otimizar o fornecimento de glicogênio às fibras musculares.

Suplemento como bicarbonato de sódio, que teoricamente neutralizariam os íons de hidrogênio e retardariam a fadiga ainda não foi comprovado que realmente são efetivos. Em exercícios moderados a intensos, o organismo precisa usar mais carboidrato como fonte de energia e, portanto, o estoque de energia se esgotará mais rapidamente. Conforme os estoques de glicogênio do fígado e do músculo se esgotarem, como acontece com exercícios de endurance com duração de mais de 120 minutos, o atleta terá que reduzir sua atividade.

Novamente os suplementos e alimentos a base de carboidrato são as opções adequadas para auxiliarem no retardo da fadiga e devem ser utilizados na quantidade média de 30-50 gramas de carboidrato a cada hora de exercício. Somam-se a estes suplementos, as bebidas energéticas com eletrólitos e aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA), essenciais para manter a atividade com bom rendimento. Diante disto, torna-se claro que uma dieta adequada é essencial para garantir um ótimo desempenho no exercício físico.

Previous post

Countdown UFC 173: Renan Barao vs. TJ Dillashaw

Next post

Contragolpe Fatal!

No Comment

Leave a reply

World Combat